Histórico

Aumentar Fonte Tamanho Padrão Diminuir Fonte  Imprimir

História

Sabará, uma das primeiras Vilas do Ouro de 1711, viveu seu período áureo de educação e cultura entre o século XIX e a primeira metade do século XX. Na educação e no ensino, Sabará teve, durante seu desenvolvimento, um expressivo número de eméritos educadores, responsáveis pela formação de grandes intelectuais brasileiros. Entretanto, talvez devido à transferência da capital mineira de Ouro Preto para o antigo distrito sabarense de Curral Del Rey (atual Belo Horizonte), as tradições educacionais de Sabará reduziram-se, até 1997, a escolas públicas de 1º e 2º Graus.
Às vésperas de um novo milênio, Sabará encontrava-se diante dos desafios impostos pelo mundo contemporâneo. Inserido nessa perspectiva, o então acadêmico de Administração e de Direito – Marcelino Maia de Lima Guerra – apresentou, em 1995, aos sabarenses um projeto de sua autoria e por ele denominado “Projeto Universidade de Sabará”, no qual idealizava para a cidade vários cursos universitários. A partir dessa iniciativa, foi criada pelo seus pai, Dr. Mário de Lima Guerra, a Sociedade Educacional e Cultural de Sabará – SOECS-, Empresa Mantenedora cujo objetivo foi implantar e manter o referido projeto.
Em 20 de setembro de 1998, a Mantenedora inaugurou a Faculdade de Sabará e o seu primeiro curso: Administração. O segundo curso criado foi o de Letras, com habilitação em Português/Espanhol e respectivas Literaturas. A seguir, foi criado o curso de Direito “Desembargador Hélio Costa”. Todos os cursos foram autorizados e reconhecidos pelo MEC.
Os objetivos da Mantenedora da Faculdade de Sabará são:
I – Manter estabelecimentos de ensino superior e outras instituições de ensino e pesquisa, em qualquer nível, que venham a contribuir para a realização e aplicação do ideário consagrado pelos educadores eméritos de Sabará, visando à formação do cidadão intelectualmente culto, espiritualmente nobre e socialmente prestante.
II – Promover medidas que, atendendo à reais condições e necessidades do meio, permitam ajustar o ensino aos interesses dos estudantes.
III – Realizar, apoiar, incentivar e difundir as iniciativas voltadas para o conhecimento, desenvolvimento e defesa da Cultura, promovendo a Arte em todas suas manifestações, bem como inserindo a formação cultural nos programas educacionais.

IV – Propugnar pelo respeito e admiração à Natureza, através da preservação ambiental racional e da educação sobre cultivo dos vegetais e da convivência com o Reino Animal, sempre priorizando o direito natural da sobrevivência humana.

O princípio fundamental da Faculdade de Sabará é o de que “só existirá educação se houver liberdade”. Assim, uma vez que busca essa independência intelectual, a instituição não se vincula a qualquer segmento político ou ideológico, abrigando entre sócios, dirigentes ou professores quaisquer cidadãos que usufruam de mérito e de competência.

Empresa Proprietária e Diretoria

A Empresa Mantenedora da Faculdade de Sabará é a Sociedade Educacional e Cultural de Sabará, sendo seus proprietários : Dr. Mário de Lima Guerra, Dr. Marcelino Maia de Lima Guerra e Profa. Marli Maia Guerra.
A Diretoria da Faculdade de Sabará é assim constituída:
Reitor: Dr. Mário de Lima Guerra
Vice-Reitor e Diretor Jurídico: Dr. Marcelino Maia de Lima Guerra
Diretora Didático-Pedagógica: Dra. Christina Guerra Vasconcellos
Diretora de Administração e da Secretaria Geral: Profa. Maria da Glória Ribeiro
Diretor Executivo (Turno Matutino): Dr. Rodrigo Medeiros de Castro Maia
Diretor Executivo (Turno Vespertino): Prof. Rogério Visacro.